Tempestade!

Tempestade!

Tempestade! A tempestade! Veio o vento de repente. A maresia a cavalgar Um nevoeiro cinzento A tempestade a galgar **** Tanto vento de repente Ondas altas, a crispar.  O mar brutalmente. A marginal, a salpicar. **** Sopra o vento de repente. A ondulação rebentou ...
O Vale das Furnas!

O Vale das Furnas!

O Vale das Furnas! QUEM SOU EU! SOU DAS ILHAS, VULCÂNICAS DESIGUAIS, IGUAIS NA ALMA VERDES, COLORIDAS, ROMÂNTICAS RODEADAS PELO MAR *** QUEM SOU EU! SOU O OLHAR, QUE VÊ A CHUVA QUE SENTE O VENTO, DOLENTE.  O AZUL DO MAR. RETEMPERAR O CÉU NA ATMOSFERA COMO EU…  SOU, UM...
Açores!

Açores!

Açores! QUEM SOU EU! SOU DAS ILHAS, VULCÂNICAS DESIGUAIS, IGUAIS NA ALMA VERDES, COLORIDAS, ROMÂNTICAS RODEADAS PELO MAR *** QUEM SOU EU! SOU O OLHAR, QUE VÊ A CHUVA QUE SENTE O VENTO, DOLENTE.  O AZUL DO MAR. RETEMPERAR O CÉU NA ATMOSFERA COMO EU…  SOU, UM BOM ILHÉU...
Açores!

Açores!

Açores! 2 Evento Literário Divagando ao Sabor da Alma Género: Acróstico País: Portugal – Açores Data: 21 Setembro 2021 Autor: António Machado,   Açores! A beleza dos Açores Maravilhas do outro mundo Oceano das flores Regaço de amor profundo **** Ventos levam...
O CÉU!

O CÉU!

O CÉU! O CÉU!O CÉU, PARA LÁ CHEGARVIVER ENQUANTO CALHARSOFRER, E RECOMEÇARAMAR, E NUNCA FALHAR.****COM JESUS NO CÉU AZULVERDES E MUITAS CORESOS ANJOS NO LADO SULATÉ PARECE OS AÇORES.****NUMA IDA PARA O OUTRO MUNDOESPERAMOS O PERDÃO.COM JESUS LÁ AO FUNDOE SÃO PEDRO AO...
O QUANTO GOSTAS DE MIM.

O QUANTO GOSTAS DE MIM.

O QUANTO GOSTAS DE MIM. QUANDO ERÓTICA ME MOSTRO VESTIDA EM FINO CETIM VEJO LOGO NO TEU ROSTO O QUANTO GOSTAS DE MIM. **** QUANDO TENTADORA ME MOSTRO VESTIDA EM FINO CETIM VEJO NA COR DO TEU ROSTO O QUANTO GOSTAS DE...